R&S (2012)

by SAMI-R

/
  • Immediate download of 7-track album in your choice of high-quality MP3, FLAC, or just about any other format you could possibly desire.

     

1.
02:45
2.
3.
4.
02:50
5.
6.
7.
04:11

about

EP a solo gravado em 2012
www.facebook.com/SamiR.brigadareal

credits

released 21 December 2012
Sami_R
Letras: Sami-R e participações
Beats: Sami-R
Design: Eduardo Porto (O.D.E.)
Gravação: Delite (O.D.E.)
Misturar e Masterização: BlueMonkey

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist
Track Name: Rima-S
Sejam bem-vindos ao meu Manifesto!
Nome: Sami-R - compositor, maestro, e interprete com vontade de
rockar um protesto.
Vim pelo povo cago de baixo po resto...
Marcha mano marcha!
Isto não vai fino por isso racha!
Dá passos largos de olho vivo sem mapa nem roteiro
“o caminho não existe” como relata o verdadeiro...
Caminha a vida ao som desta batida rude, de peito feito, aberto.
Atitude!
Falhar toda a gente falha mas pouco há quem mude..
caga pa isso tudo..hajá saúde
dou te verdadeiramente
o que
tenho para
já é
o
EP
Peço desculpa pelo atraso..
É escaço o caso em que eu faço algo dentro do praso..
Daki o meu abraço às famílias que o pediram lançado!
Isto é meu como é vosso.. Toma dado de bom grado..
Reff
Tu nao esperavas sentir esta vibração.. (“Missão”)
Preparem os ouvidos pa forte penetração.. (“Faz-te à Vida”)
Tu não esperavas sentir esta vibração... (“Missão”)
Araucária tá na área! (“Gera Transmontana”)
Vida debaixo do chão... (“Missão”)
Isto é o calabouço arrombem os portões, quebrem as correntes a
toda a passagem não há quem faça frente! (“Missão”)
.
Marcha mano marcha!
O povo é quem ordena e grita : BASTA!!!
Seja esse o lema desta gera:
Punhos ao sistema nesta guerra!
Terra mãe acolhe o teu filho que berra sem pão e vinho,
e se verga a quem o amordaça e ameaça....
Mesmo chão.
Mesmo céu.
Mesma luta.
Mesma raça.
Mostra-a!
Mesmo quando o sistema te encosta,
a maior lostra é a que toca na crosta...
De bazooca contra a fachada imposta
pois palavra é a resposta que a gravata não gosta..
a posta?..tá mandada, e esta é memo assim vai crua
vocês roncam daí de cima mas não calam a voz da rua
onde a miséria caça suor de inocentes
a vergonha não se queixa e eu dou a cara por essa gente..
Minha gente da linha da frente na luta diária,
sobrevivencié meta duma corrida precária...
Eu sei que ja farto de lutar mas
em tempo de crise não se limpam armas!
Mete o plano num cano e sopra do lado de cá
de maneira que acertes num melhor amanhã..
Segue o sonho. Salta muro. Faz o teu próprio futuro.
Edifica o teu mundo, só tu és dono do rumo!
Reff
Track Name: Ciclo Infinito com Beto na guitarra e Lúcia Pereira
Pensamento incompleto como um corpo mutilado..sou destroço
fruto desse resto com kem falo alto..
Neste grito.. ouço o barulho do poço fundo...
Varro o entulho que me puxa pa fazer parte do memo mundo..
Vejo m imundo:
Se lama é sangue e sangue for raiva tou coberto dela gelada.
Trinco o silêncio q s resume a derrota...
Risco o bom senso como a quem ja nada importa..
Reff
Sou o insecto mais pequeno desta selva de betão....:
_Perturbação (ninguém te estica a mão)
O fruto proibido dá direito á expulsao....:
_ Desorientação (queres saber qual é a razão)
..as vozes não param
..as feridas não saram
..mãos tampam olhos de espelhos que n encaram
Puzzle infinito que a cabeça atravessa fica numa peça quando a
tempestade cessa......
E quando piso este chão onde já cuspi,
vejo que essa era a razão de eu ter estado assim..
Numa roda infinita em que o diabo recita poesia de vida que eu via
ser melhor pra mim.
E quando piso este chão onde ja cuspi
vejo k essa era a razão de eu ter estado assim..
Numa roda infinita, mas hoje é um novo dia em que a alegria ilumina
sem lhe ver chegar o
.Fim.
do ciclo..parte torta da roda volta agora
visita guiada ao enjoo na hora..
Nova vontade de saltar fora a alta velocidade contra a mandíbula
que me devora.
A tempestade estabelecida lava o chão que nunca vinga
e o vento cospe a profecia vinda da saída..
...vim saciar o desejo e espalhar a paz, mas o meu pensamento é
mais escuro que os meus fantasmas...
Reff
Mas a Luz acolhe o prisioneiro da derrota,
traz esperança e solução sobre a linha torta .
Pureza e devoção é o que importa
quando a mente é a pior armadilha dela própria ...
a Luz....mostra me o caminho
sozinho a Luz..não me deixa sozinho
.........
Track Name: Vaso com Delite e Anta
Às vezes é preciso dar um passo atrás
pra dar dois à frente e avançar de modo eficaz.
Tu és capaz.
Pára e escuta o teu coração pk emoção é a razão
pela qual não se vive em vão!
Não dramatizes com cenas tristes..
...a vida são dois dias por que é que insistes
em olhar pra baixo e esquecer que existes?
Nunca submisso!
A vida é bem mais do que isso!
Cria constrói..ultrapassa barreiras!
Estraga e compõe...Puxá raça das veias!
Grita – “Eu consigo!!!” até saltarem telhas!
Não fiques escondido como erva nas meias!
Tás cansado? Faz aos poucos...
Mas não fiques atrasado neste mundo de loucos!
Absorve sorrisos, e conquista a tua paz,
até num beco sem saída podes voltar atrás.
Reff
Eu sei que este mundo te consome a energia..
A divida com a Vida é paga com alegria...
Dá vida à Vida e cultiva a paz
até num beco sem saída podes voltar atrás
.
(Delite)
Um dia a vida mostrou-me que não era fácil
ser quem quero... Sonho de vida é difícil
mas o impossível não conto no vocabulário.
Galo a galo enche grão vira tudo ao contrario
e de pernas pro ar...
Cabisbaixo no chão não vês o sol a brilhar!
Ver a vida em posições kamasutra:
uma vezes por cima outras por baixo.
A vida é puta...
Eu vi-me errado achando q estava certo
agarrado a certezas que agora acho incerto.
Tudo muda, dá tempo ao tempo...
..mais do que tudo, tu fica atento.
E lembra-te sempre que nem tudo é negativo
ate nas piores das situações, só precisas de um motivo.
Querer é poder!
Tu podes, tu és capaz!
Se não o fizeres por ti,
acredita ninguém faz!
Reff
(Anta)
E a luta é eterna
para quem tem a arte
como parte a formar-te
sempre à perna,
mas segue sempre com um brilho nos olhos
de quem quer alcançar a luz que nos cega.
Brilha!
Sê tu o Sol depois olha pra baixo
e sê..mesmo quando olhar pra cima não chega!
Pega naquilo que ficou pa trás rapaz,
não interessa a volta que dás ou com quem te dás!
O Ás é aquele que pega nas boas cultiva e rega as más.
Eu estou, tu és
eu sou, tu estás
eu vou, tu vens
nós somos, mesmo que te vás.
Uma vez ensinaram-me que
a sombra desta se apaga se e só se
só há sombra se a luz estiver aqui
e a tua sombra não existia se todos os focos apontassem pra ti...
Reff
Track Name: Gota
Sinto um nó no peito e não consigo engoli-lo.
Mágoa num leito que transborda como um rio.
Num poço sem fundo sem hipótese de impulsão (que impressão),
num quarto tao escuro que nem vejo a própria mão (depressão).
Lágrimas caiam no chão,é só o que eu peço.
..mas já nem tenho essa benesse que me traria de regresso,
só tenho o arrepio que outrora já sentia
quando o Sol fica frio e a noite mais sombria.
Quando o pensamento já não liga a grandes merdas,
é o desalento que controla as minhas pernas,
alias, controla tudo,
TODOS os gestos
TODOS os silêncios,
TODOS os meus manifestos,
TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA
procurei a mão
que me puxasse pa saída..
tal a ilusão..
espero bem que esta avenida
seja a punição
de eu ter causado muita ferida
noutra encarnação
para que não seja em vão
esta dura caminhada
de coração espremido e a mão..cheia de nada
prescindo de voltar pa esta puta de estrada
se puder ser só pó a voar na Alvorada.
Somos cinza.. restos, pedaços de nada..
Somos grãos de escuridão, e eu só quero madrugada!
Espero que o dia abra, mas desespero até quando?
Continuo à espera do dia em que eu singro e não sangro.
Reff
Alma calejada que ja nem lágrimas chora,
só suja o pano de vermelho quando jorra fora...
Sentimento nem sei de quê, se é de revolta contra mim ou contra
tudo à minha volta.
.
A todos peço desculpa porque falho bué!
Por pensamentos, palavras....
..e sei perfeitamente que não é
desta maneira que vou fazer entender
as pessoas que fiz sofrer, e faço sofrer..
E nao quero.
Quero ser melhor ser.
Quero agarrar a Vida quero sentir prazer em tÊ-la.
Quero com um sopro tornar a vida bela,
mas no espelho vejo o monstro que tá a comê-la...
E toda a gente é o meu reflexo, quando eu não consigo sê-lo..
O complexo é complexo como aquilo no meu espelho.
Quando penso nisso não venço nada.
Nem juízo...
Quando caminho no inverso disso nada concretizo...
Por mais que puxe a todo o custo,
esta alma desbasta mas não basta pra que ela busque.
Se me chove emoção não é com a razão que me tapo...
Se navego com o coração a cabeça afunda-me o barco...
Reff
Track Name: Pássaro Danado com Lúcia Pereira
Pássaro Danado! Vais.. e voltas
com mais pedaços de nada, com mais pontas soltas.
Rasgas o céu mas dás co bico no vidro
porque cagas na palha, e de sonhos fazes o ninho..
Pássaro Danado, que voas sem destino,
teu lado alado sou a Deus embora não seja digno.
Proclamaste esperto, não te enganas com as Luas
falas de perto co Sol pk sabes que as asas são memo tuas..
Partilhas migalhas às vezes com quem não merece.
Tipo.. tamanho canalha, pena é o que tu vestes.
Achas-te ancião... esquece! Não parece...
mas lembras-te e voas onde queres, só porque te apetece...
E só ao abrir bico fazes realidade o mito..
Até o contador de lendas fica confundido...
Anda, diz lá onde é que andaste desta vez desta vez?
A cornear sem mente sã do lado de cá na parede dos porquês?
Reff
Pássaro Danado por onde tens andado?
Resumindo e concluindo em nenhum lado em concreto,
Viajante do abstracto omnipresente sem tecto...
Pássaro Danaro por quê que tas sempre tão ocupado?
Dizem que não fazes nada porque não sabem o que cansa
esvoaçar a madrugada numa infinita dança
Pássaro Danado diz-me afinal quem és tu?
Maroto disfarçado ninguém sabe o que és tu..
enigma que come cacos como um deja vú!
Pássaro Danado...
O voo,
a caça,
o pouso na rasa,
a mensagem enviada na cabeça de quem passa.
O perigo ou a casca?
O ovo ou a tasca?
Dilema em forma de poema ouvido em casa asa.
Pássaro Danado, perfeito e descuidado,
amado e odiado, por seres um pássaro danado...
Pousas em todo lado,
menos onde não keres, não cabes ou onde és incomodado
És infinito como o cosmos que gostavas de abraçar.
O teu delito é saber voar sem saber ensinar.
Crês no que não vês, vês sem crer o que não queres ter,
mas agora que viste, sabes que vai ser.
És o monstro que vomita flores inteiras e trepadeiras..
e tanto rega como queima quem as cheira..
És o voador que só quer ninho com uma passarinha de asas abertas,
e um bom vinho
Reff
É mesmo pássaro danado!
Quem te vê de frente não sabe se vens ou se vais..
Tens agilidade em abundância , só por preguiça é que cais..
Tens mais do que o que preferes
só gostas do que sugeres
foste e vieste mas nunca fizeste memo o que queres
Abusador do exagerado.
Um exagero de abusado,
sempre a meter o bico onde nunca foi chamado!
Criatura criativa, gerada e não criada,
quem te atura crê na vida vivida como fábula..
Reff
Track Name: Dança da Medusa
Naquele dia chovia...
Caía vida dos céus como oferta divina.
Era pronuncio de morte por afogamento precoce
pela inteligência que evoluía naquela água agridoce.
O Homem surgia como uma pérola.
Brilhante, e selvagem como o seu fogo na caverna.
Visionário sobrevivente.
Criativo no momento.
Inventou a lança e foi como se descobrisse o seu talento.
Usou-a como utensílio sagrado pra caças.
Usou-a pra se separar em tribos e raças.
Criou religiões.
Algumas por alucinações, plo proveito mercantilista, ou por divinas
inspirações
Transformou inteligência em prepotência..
Desbravou incógnitas e meteu-se no mar pra levar a crença...mas
Quanta espada enferrujada em troca de uma escrava?
Quanta crosta arrancada no recolher da chicotada?
Quanta alma desvanecida?
Apodrecida pelo líder que come vida...
..regida por impérios físicos e espirituais
até ao monetário (real potencial pa ter mais)
Humanidade que és capaz do profano e do puro.
Fazes guerra para ter PAZ.
És o martelo e o muro.
És horror e beleza.
És vingança e perdão.
Só tu abraças a natureza com uma faca na mão.
São pequenos traços no diário do Homem.
Factos ignorados que dentro da capa se escondem.
Livro que quando lido fica no ouvido
o grito dos judeus no holocausto e antigo Egipto...
Perseguição de raças por credos em discordância.
Armas incentivadas pela ignorância.
Mentes comandadas pela ganância e pela ânsia de poder ter poder
seja qual a circunstância...
..pk a natureza fez nos sobreviventes
primeiro “pão na mesa” e só depois compreender os parentes ...
Nunca satisfeito, o Homem ta sempre mal,
o fraco quer sobreviver o forte quer ser imortal.
Teve sempre medo, do superior e do não óbvio
até descobrir o tal negócio: injectá-lo no próximo
através de uma caixa que informa e decora
cada compartimento com o cheiro e forma de pandora.
Fé. Terra, ar, água e fogo.
A dança da medusa e do Sol num só jogo....
Luz divina que traduz aquela chuva de vida num piano, numa
tela...
Uma pele descoberta e um olhar que não atraiçoa traz a palavra
certa de uma pomba que ainda voa...
E a fala preocupada que grita a quem não oiça não abala a Esperança
que não chora....só baloiça...
Mas nas finanças, na atmosfera a intempérie é perceptível!
Identidade humana resumida a um numero de serie isto é incrível!
Hoje os 4 cantos da Europa com o F.M.I. à perna
arrastada numa tragédia grega, mas esta, moderna.
Escândalo sexual num vaticano sem saída.
Sec.: XXI - nova caça as bruxas invertida
Combustíveis fosseis serao extintos em curto espaço de tempo.
Famílias stressadas juntas num curto e escaço momento.
Heróis como San Suu Kyi e Mandela que não querem desforra,
ao contrário de tantos em valas comuns por este mundo fora...
E a lei é deixandar, e a culpa morre sem marido..
...e o Ser Humano é sempre o agressor e cada ver mais ferido..
Arrasta-se ludibriado a querer enganar!
E alastra-se o grito rouco a serpentear!
Humano como o engano e ingrato como a ilusão...
Vai se esculpindo como diamante ate perceber que é carvão....
Track Name: Sami-R 2012
Nós somos a voz feroz!
Veloz corre o diabo quando foge de nós!
Flow atroz, dicção explosiva,
e investida destemida contra a voz fingida.
Faz igual e foge!
Rima obscura como a rua que nos abriga.
Royal & Sam não recuam.. damos a vida!
Ninguém obstrua ou constitua força opressiva
porque não há quem polua ou atenue a nossa ofensiva..
A nossa voz faz mossa!
Põe-te fino ou emboscamos a carroça.
Há muitos anos a fazer Rap da fossa.
Há quem tente e não aguente a falha é vossa
A partir a loiça com toda a força.
Quem não possa, não oiça. Faça outra coisa...
Pah, eu só sei fazer assim, é assim que me boto..
..posso dar o giro e demorar mas volto.
Bravo?
Não quero ouvi-lo não preciso obrigado...
Gravo
e fica em sigilo se não é do meu agrado.
Cago
no vosso estilo!
Gado
não vou segui-lo!
Trago
rimas aos kilo...
O teu ouvido é violado com vocabulário marcial.
“Demolições Royal, não fica pedra sobre pedra”
Sou pontiagudo, ponta de bala afiada, não te aconselho a esticar ou
passar a perna......
Não faças isso ah
Não entres nisso pah..
Nem tentes nah..
Não te queimes vah..
Queres inferno? huh?
....man eu vim de lá...
Corpo sem mente sã
bai como tá...
Eu trago rimas à cinta, sou terrorista.
Eu lanço chamas da boca e queimo a pista.
Eu vivo ouro na merda, sou alquimista, e isto é prova viva à vista.
Reff
Eu mantenho me de pé!! Nem que não queiras..
Eu mantenho me de pé!! Podes fazer rasteiras...
Eu mantenho me de pé!! Nem que não keiras..
O Hip Hop não morreu pára de dizer asneiras!
.
Sou o único capaz de evitar o apocalipse enquanto o meu bloco de rimas
estiver nas minhas mãos!
Sou o litro rapaz pa trazer o melhor beat para Eu tripar por cima ou pa
dar aos meus irmãos!
Vocábulo pesado, sonoro enigmático.
Eu trago pedal nunca estático,
que não apanhas não acompanhas
nem que venhas com manhas estranhas vês-te ás aranhas...
Dou-te pratos venenosos como dardos afiados.
Dou-te kicks poderosos como os do Roberto Carlos
Dás o cú pra ter cunhas ou pra ter estilo..
Eu cá trabalho na malha tipo operário têxtil
por conta própria...
Produtor Executivo e Director da minha obra!
Caguei pa nota, eu chumbo por faltas na escola superior de Hip Hop
A minha palavra é a minha navalha,
eu mantenho a honra, mantenho-me de pé..
E a minha jangada é de pau de araucária:
aguenta sempre mais uma maré!
Reff
Pergunta às pessoas certas.. é assim desde puto
miúdo astuto , real, com atitude
sonoro bruto, mental que não se ilude
eu curto e tu tas mal..mas eu não mudo...
Desfruto da virtude do meu fruto..
Abraço a quem caminha no meu mundo,
vocês são o meu escudo,
tudo por quem luto,
quem eu escuto, quem ajudo
e com quem mudo...
Desmascaro mentiras, tiro manias
Dou-te o soco na ferida com verdades frias
, certinho como não querias.
Faço como não farias.
Táss bem não interfiras.
Passo ao lado birras
e abraço quem bebe das minhas.
Dou azia ou alegria dependendo do dia ,
da noite bem ou mal dormida ou de como ficou o Benfica...
Sou reflexo desta fita gravada: dada.
É uma vida
Pra toda a boca que fala nas minhas costas.
Pra todo o sorriso que falsidade mostra.
Pra todo o olho que olha de lado para mim.
Pra todo o cotovelo que queria ser assim.
Pra toda a mão que aperta a minha querendo tar no pescoço
enquanto a sua prima se aproxima e vai ao meu bolso.
Pró caco com malícia no esquema pa ter o meu...